The Reality of Tuberculosis in Brazilian Prisons

Authors

  • Mayara Lima Barbosa Federal University of Rio Grande do Norte
  • Hayla Nathália dos Santos Rodrigues
  • Suely Deysny de Matos Celino
  • Tarciana Nobre de Menezes
  • Karla Karolline Barreto Cardins
  • Gabriela Maria Cavalcanti Costa

DOI:

https://doi.org/10.3823/2186

Keywords:

Prisons. Communicable Diseases. Tuberculosis. Temporal Distribution. Descriptive Epidemiology.

Abstract

Objective: This work aims at identifying the profile of morbidity due to TB in prisons among the regions of Brazil, from 2003 through 2012. Methodology: This is an epidemiological and retrospective study in which data were obtained through the virtual query to the database of the Notifiable Diseases Information System, through DATASUS portal and were tabulated and analyzed according to descriptive statistics. The numbers of cases of TB were organized respecting the years that make up the study and the region. Results: During the survey period were 30,662 reported cases of TB in Brazilian prisons. The profile of TB in Brazilian prisons is made up of men, brown, allocated in the Southeast, with the pulmonary form of the disease, who are not HIV positive and who perform supervised treatment. It was also found that less than half of the cases had the cure varies as the situation of closure.

Author Biography

Mayara Lima Barbosa, Federal University of Rio Grande do Norte

Pograma de Pós-Graduação em Enfermagem

References

Ministério da Saúde [Brasil]. Tratamento diretamente observado (TDO) da tuberculose na atenção básica: protocolo de enfermagem. Brasília (DF): MS; 2011.

Macedo LR, Macedo CR, Maciel ELN. Vigilância epidemiológica da tuberculose em presídios do Espírito Santo. Rev. Bras. Promo Saúde. 2013; 26 (2): 216-222.

Teixeira EC, Costa JS. O impacto das condições de vida e da educação sobre a incidência de tuberculose no Brasil. Rev. Econ. 2011; 37 (2): 106-123.

Ministério da Saúde [Brasil]. Portaria Interministerial nº 1, de 2 de janeiro de 2014. Institui a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Diário Oficial da União 02 jan 2014.

Sanchez AR, Diuana V, Larouzé B. Controle de tuberculose nas prisões brasileiras: novas abordagens para um antigo problema. Cad. Saúde Pública. 2010; 26 (5): 850.

Ministério da Saúde [Brasil]. Secretaria de Atenção em Saúde. Legislação em Saúde no Sistema Penitenciário. Brasília (DF): MS; 2010.

Menezes RPO. Projeto de implantação do controle da tuberculose nas instituições penais do município de Salvador/BA. Bol. Pneumol. Sanit. 2002; 10 (2): 35-40.

Araujo KMFA et al . Evolução da distribuição espacial dos casos novos de tuberculose no município de Patos (PB), 2001-2010. Cad. saúde colet. 2013; 21( 3 ): 296-302.

Hino P, Takahashi RF, Bertolozzi MR, Egry EY. A ocorrência da tuberculose em um distrito administrativo do município de São Paulo. Esc Anna Nery. 2013; 17(1):153-159.

Moreira RM, Fávero JL, Maciel ELN. Tuberculose no sistema prisional capixaba. Rev. Bras. Pesq Saúde. 2010; 12 (1): 26-33.

Gouveia GPM, Gouveia SSV, Bezerra Filho JG, de Oliveira JBB. Estudo epidemiológico da tuberculose pulmonar no hospital penitenciário e sanatório professor otávio lobo no período de 2001-2006. Rev. Baiana Saúde Pública. 2011; 34 (3): p.602-611.

Souza KOJ. A pouca visibilidade da mulher brasileira no tráfico de drogas. Psicol. estud. [online]. 2009; 14(4); 649-657

De Oliveira HB, Cardoso JC. Tuberculose no sistema prisional de Campinas, São Paulo, Brasil. Rev Panam Salud Publica. 2004; 15 (3): 195.

Kühleis DC. Epidemiologia da tuberculose em uma penitenciária do Rio Grande do Sul [dissertação]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2013.

Da Silva DC, Weiller TH, Farão EMD. Descrição de casos de tuberculose em pessoas institucionalizadas. Rev. Contexto & Saúde. 2013; 11 (20): 893-898.

Oliveira VAS, Guimarães, SJ. Saúde atrás das grades: o Plano Nacional de Saúde no sistema penitenciário nos estados de Minas Gerais e Piauí. Saúde em Debate. 2011; 35 (91): 597-606.

Castro VD de. Saúde nas prisões: um estudo da implementação do programa de controle da tuberculose em uma unidade do sistema penitenciário [dissertação de mestrado]. Rio de Janeiro: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca; 2011.

Oliveira HB, Moreira Filho DC. Abandono de tratamento e recidiva da tuberculose: aspectos de episódios prévios, Campinas, SP, Brasil, 1993-1994. Rev Saúde Pública. 2000: 34 (5): 437-43.

Downloads

Published

2016-12-08

Issue

Section

Global Health & Health Policy