Quick Testing for Sexually Transmitted Infections and Factors Related to the Promotion of Elderly Health

Authors

  • Karízia Vilanova Andrade
  • Adman Câmara Soares Lima
  • Evanilde Vilanova Andrade
  • Eveliny Silva Martins
  • Janaiana Lemos Uchoa
  • Camila Almeida Neves de Oliveira
  • Vanessa da Frota Santos
  • Mônica Oliveira Batista Oriá
  • Priscila de Souza Aquino

DOI:

https://doi.org/10.3823/1955

Keywords:

Serologic Tests, Elderly, Health Promotion

Abstract

Objective: To analyze the search of the elderly to perform a quick testing. Method: A descriptive, quantitative and documentary study conducted with seniors who entered the Center for Quick Testing and Counseling, from June to August 2014, and analyzed under the form of percentages. Results: The demand for a quick testing by the elderly is still incipient, since the 1.314 members attending the service in the period analyzed, only 28 (2%) were more than 60 years old. Regarding the use of condoms in sexual relations 21 (75%) the elderly did not have sex with any partners. Among men, there were identified 1 (4%) case of Syphilis and 1 (4%) case of Hepatitis B; among women, 1 (4%) case of Hepatitis C. Conclusion: The expansion of sexually transmitted infections (STIs) in the elderly may be linked to a gap in prevention efforts related to this age group, with a challenge to the current policies of public health.

References

Janini JP, Bessler D, Vargas AB. Educação em saúde e promoção da saúde: impacto na qualidade de vida do idoso. Saúde Debate. 2015; 39 (105): 480-490.

Paulino MCF, Bernardes CA, Souza LPS, Fonseca ADG, Pinheiro MAM, Silva CSO et al. Análise dos comportamentos sexuais de idosos cadastrados em uma Estratégia Saúde da Família. Revista Kairós Gerontologia. 2014;. 17(4):49-61.

Garcia GS, Lima LF, Silva JB, Andrade LDF, Abrão FMS. Vulnerabilidade dos Idosos frente ao HIV/Aids: Tendências da Produção Científica Atual no Brasil. DST - J bras Doenças Sex Transm. 2012;24(3):183-188.

Mascio MBM, Balbino AP, D’Souza PFR, Kalinke LP. Sexualidade na terceira idade: medidas de prevenção para doenças sexualmente transmissíveis e AIDS. Rev Gaúcha Enferm. 2011; 32 (3): 583-9.

Prefeitura Municipal de Fortaleza [Internet]. Cidade: dados geográficos. Fortaleza - CE, 2014. Disponível em: <http://www.fortaleza.ce.gov.br/>. Acesso em: 30 ago. 2014.

Brasil, Ministério da Saúde. Resolução 466/12. Conselho Nacional de Ética em Pesquisa. Diretrizes e Normas Reguladoras de Pesquisa Envolvendo Seres Humanos. Brasília – DF, 2012.

Souza NR, Bernardes EH, Carmo TM, Nascimento E, Silva E, Souza B, Bento PF. Perfil da População Idosa que Procura o Centro de Referência em DST/Aids de Passos/MG. DST - J Bras Doenças Sex Transm. 2011; 23(4):198-204.

Brasil, Ministério da Saúde. AIDS no Brasil. Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais/SVS/MS. Brasília – DF, 2012.

Mello JLC, Maciel AC, Linhares FAC, Pinto IF. Sífilis: uma grande simuladora. Revista Brasileira de Medicina. 2014; 71 (9): 303-305.

Brasil, Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico Hepatites Virais. Secretaria de Vigilância em Saúde - Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Ano III - nº 1. Brasília – DF, 2012.

Nascimento RG, Monteiro EL, Ferreira LS, Santos ZNL. Nível de conhecimento de idosos comunitários em relação ao HIV/Aids: estudo exploratório na rede básica de saúde de Belém, Pará, Brasil.RBCEH. 2013; 10(1): 113-122.

Fechine BRA, Trompieri N. O processo de envelhecimento: as principais alterações que acontecem com o idoso com o passar dos anos. InterSciencePlace. 2012; 20 (1): 106-194.

Santos AFM, Assis M. Vulnerabilidade das idosas ao HIV/AIDS: despertar das políticas públicas e profissionais de saúde no contexto da atenção integral: revisão de literatura. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol. 2011; 14(1): 147-57.

Gurgel SN, Lubenow JAM, Moreira MASP, Ferreira OGL, Pinho TAM, Nogueira JÃ. Vulnerabilidade do idoso ao HIV: revisão integrativa. Rev enferm UFPE on line. 2014; 8 supl. 1:2487-93.

Peixer TC, Ceolin T, Grosselli F, Vargas NRC, Casarin ST. Sexualidade na terceira idade: percepção de homens idosos de uma estratégia de saúde da família. J Nurs Health. 2015;5(2):131-40.

Okuno MFP, Fram DS, Batista REA, Barbosa DA, Belasco AGS. Conhecimento e atitudes sobre sexualidade em idosos portadores de HIV/AIDS.Acta Paul Enferm. 2012;25(Número Especial 1):115-21.

Bezerra VP, Serra MAP, Cabral IPP, Moreira MASP, Almeida SPF, Patricio ACFA. Práticas preventivas de idosos e a vulnerabilidade ao HIV. Rev Gaúcha Enferm. 2015;36(4):70-6.

Brasil, Ministério da Saúde. Ãlcool dificulta a prevenção da Aids. Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais. Brasília - DF, 2014.

Silva LVS, Minervino SS, Bueno AAB, Fassarella CS. O uso do preservativo e a prevenção de doença sexualmente transmissível na terceira idade. Revista Rede de Cuidados em Saúde. 2014; 8 (1): 1-11.

Brasil. Diretrizes para o cuidado das pessoas idosas no SUS: proposta de modelo de atenção integral. Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Especializada e Temática / DAET Coordenação Saúde da Pessoa Idosa / COSAPI. 2014.

Downloads

Published

2016-05-24

Issue

Section

Infectious Diseases

Most read articles by the same author(s)